Nem tudo que parece é…

Não sei se algum de vocês costuma acompanhar concursos de beleza. Já assisti alguns e uma coisa que sempre me intrigava era imaginar a vida que havia por trás daqueles belos rostos e daqueles corpos perfeitos. Já ouvi várias pessoas associarem essas mulheres a uma vida efêmera e sem muito propósito. Se você pensa assim, ou mesmo que não, segue a história de uma belíssima mulher que mudou a história de sua geração.

Você consegue imaginar de onde é essa mulher? Ela se chama Rania e é rainha de seu país. Com 10 anos de reinado, ela já influenciou as jovens classe média-alta de tal forma que há quem chame a Geração atual de seu país de “Geração Rania”. Entre as camadas sociais mais altas, é dificil encontrar uma mulher que não a conheça, que não queira imitar seu corte de cabelo ou sua maneira de vestir.

Agora você vai me dizer: não há nenhuma novidade nisso! Lady Diane, Carolina de Mônaco… muitas outras belas rainhas já deram a história o legado de sua beleza. Concordo que não haveria novidade alguma se Rania não fosse rainha da Jordânia, país do conturbado Oriente Médio e de maioria islâmica.

Achou estranho? Pois é meus amigos, nem tudo que parece é… Se você conhece o Oriente Médio apenas pelas reportagens de guerra dos jornais, está na hora de repensar seus padrões…

Tentar entender uma cultura diferente – com valores morais, cívicos e religiosos diversos do nosso – requer um olhar diferente. E é essa a mensagem que a Rainha Rania há 10 anos tem tentando passar ao ocidente. Ela mantem uma campanha no You tube com o propósito de terminar com os esteriótipos estabelecidos a comunidades árabes e mulçumanas. Em 2008, ela foi a primeira ganhadora do prêmio Visionary Award, premiação concedida pelo canal de vídeos a quem usa o portal como uma plataforma global para alcançar mudanças sociais positivas.

No seu vídeo de agradecimento, um dos mais fantásticos na minha opinião, ela parodia um quadro do Late show with David Letterman, famoso nos EUA. Com fina ironia, aguda inteligência e irrepreensível classe ela afirma que “estava cansada de as pessoas pensarem que Jordan (Jordânia, em inglês) era apenas um jogador de basquete”,  “porque o que vocês sabem sobre os árabes não deveria vir apenas de Jack Bauer”.

Rania luta em favor das mulheres de seu país que sofrem crimes bárbaros em nome da honra, e elas ainda são muitas… Mas o que a tornou memorável foi sua forma tratar sobre os preconceitos do ocidente em relação ao oriente. E você? Como vai lidar com o seu preconceito a partir de agora?

Joyce Queiroz e Silva – 4o ano de Engenharia da Computação – IME

About these ads
Esse post foi publicado em Biografias Interessantes, Política, Sociedade. Bookmark o link permanente.

5 respostas para Nem tudo que parece é…

  1. Pedro Natal disse:

    Excelente texto!

  2. Gustavo Oliveira disse:

    Muito bom o texto. A declaração dela no youtube é genial.

  3. Guilherme Cintra disse:

    Concordo com os dois acima Joyce. Mais um texto excelente e muito bom o vídeo!

  4. Vicente disse:

    A cultura árabe é muito pouco conhecida por ocidentais.
    Vejo em vários foruns por aí individuos se referindo à palavra “jihad” com o sentido de guerra santa.

    Assim como os cristãos, existem muçulmanos não-praticantes também.

  5. eduardo ferre disse:

    Descubra por que VINHO É SAÚDE um Santo remédio a milenios, até
    servido por Jesus,
    Visite, siga e envie já para sua rede, por gentileza, deixe lá seu comentario,

    http://vinhosaude.blogspot.com
    Dicas de SAÚDE, vinhos, receitas, dicas, viagens, video e fotos
    Obs.: veja filmes e outras dicas como: guerra contra dengue, etc.
    Agradeço Eduardo Ferré – Sommelier

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s